27 de abril de 2011

E os vagalumes? #3

E os vagalumes é um post semanal que será feito todas as quartas feiras com textos retirados dos meus livros favoritos ou textos que eu escrevi.


Proximidade Incomum

"E mesmo depois de tudo que passamos. Mesmo depois do que me disse, mesmo depois do que fez. Ah, eu ingenuamente pensei ser capaz de esquecer e seguir em frente, e por um momento eu achei que seria realmente possível. Mas estava sob o cruel efeito da raiva, e esse efeito não dura eternamente. Quando terminou, a tristeza me atingiu com força, sem dó. E hoje eu te vi, era uma manhã chuvosa. Todos se apertavam debaixo do pequeno telhado, você não tinha para aonde ir, muito menos eu. Com aquela proximidade incomum dos nossos corpos, eu mergulhei em um devaneio doloroso. Meu coração começou a pensar como seria se você tivesse sentimentos recíprocos aos meus, você estaria com o braço ao redor de mim me protegendo das gotas que caiam. Eu poderia estar falando contigo, aqueles minutos não iriam parecer horas a se arrastar, e sim segundos a correr. A proximidade era tanta que me fez delirar, e infelizmente posso dizer que as imagens que meu cérebro transmitiu ao coração, fizeram-no doer e chorar. Porque nada daquilo irá um dia acontecer, eu continuarei a sofrer e meus devaneios irão machucar, porque eu não posso me impedir de sonhar. " - Gabriele Gomes.

6 comentários:

  1. poxa. gostei muito! li e me imagine nesse situação apesar de não condizer com minha realidade atualmente. triste ;s mas acho que coisas assim fazem parte de experiencias da vida e que tem algum propósito. penso em tudo com algum propósito mesmo que eu não saiba qual ou nunca vá saber. enfim,
    gostei bastante :3


    eu mesma não sei escrever nada T_T *sad*

    ;*

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada Renata! Significa muito para mim ler isso.
    É totalmente a minha realidade no momento rs, e concordo, é as experiências da vida mesmo.

    gabi

    ResponderExcluir
  3. Nossa Gabi, você escreve muito bem :D Com este talento tu escreveria um ÓTIMO livro, e bem do estilo literário que nós mais amamos, YA books!!! Eu consegui me imaginar totalmente nesta situação, é um texto que transmite muita emoção e sentimento! Parabéns!!!

    Beijos
    Adriana

    http://mundodaleitura.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada mesmo! Eu tenho algumas histórias escritas, mas nada ainda totalmente finalizado. Quem sabe um dia né!

    gabi

    ResponderExcluir
  5. Depois de ler seu texto o único pensamento que me vêm a mente é: você não está sozinha. O pior é que ao mesmo tempo em que é doloroso ter estes pensamentos com tal proximidade do indivíduo que está constantemente em sua mente, há alguma coisa que diz gostar de tais ideias. É o tal fio de esperança.

    ResponderExcluir
  6. Amei esse texto, fico pensando, quantas vezes já estive sob essa mesma situação, e aí vem aquele pensamento: Sonhos podem se realizar, e depois o segundo: Eu sou azarada demais, pra algo assim acontecer...
    Olha Gabi, você é um prodígio hien?? Toda vez que leio seus textos, não paro de te imaginar como uma Meg Cabot, Clarice Lispector, Paula Pimenta ou Elizabeth Eulberg no futuro, pois assim como elas você sabe expressar muito bem os sentimentos e situações (e olha que eu só li três dos seus textos) sério mesmo tá de parabéns!! *---*

    ResponderExcluir