18 de maio de 2011

E os vagalumes? - #6

E os vagalumes é um post semanal que será feito todas as quartas feiras com textos retirados dos meus livros favoritos ou textos que eu escrevi.

Bom, eu estou realmente pensando em mudar esses posts para quintas ou terças. Quartas é o dia mais lotado que eu tenho e fica difícil preparar algo bonitinho para o blog :) Essa semana está sendo super corrida, estou cheia de provas e trabalhos então eu realmente não tive tempo nenhum de atualizar mais o blog e o twitter. Mas, não queria deixar passar a quarta sem o post de hoje.

O último livro que eu li foi Destino (resenha) então nada melhor que um trechinho do livro. Aviso! Se não quer spoilers do livro, não leia! Passe direito para os meus comentários.

-Fecha os olhos – digo a Ky e me abaixo, a respiração dele sobre mim, enquanto ele aguarda – Ali – digo e ele olha o que eu escrevi.
Amo você. (...)
-Você não precisa escrever nada – digo, me sentindo constrangida. – Só queria que você soubesse.
-Não quero escrever nada – ele fala. E ele me diz, bem ali na Colina e de todas as palavras que escondi, guardei e prezei, essas são as que eu nunca vou me esquecer, as mais importantes de todas.
-Amo você (p. 181)
COMENTÁRIO:

Vou tentar ser breve. Juro que vou. Esse trecho é auto explicativo. O amor é tão banalizado hoje em dia que muitos dizem eu te amo como se fosse bom dia. Para tudo e para todos. Já passei por uma situação aonde eu recebi um eu te amo totalmente inesperado. Eu fiquei chocada! Como alguém que nunca falou comigo me ama? Bom, não entrarei em detalhes pois é uma história meio polêmica. Por quê? Porque muitos acham lindo o que a pessoa fez por mim e não entendem como eu pode dizer não. E outros entendem que eu não gostava tanto da pessoa e o eu te amo foi estranho demais.
Acho que o Eu Te Amo dito no trecho é verdadeiro. E isso é a coisa mais linda que se pode existir. Um eu te amo verdadeiro.
Fui breve? Creio que sim, mas mesmo assim, consegui deixar minhas ideias por aqui. Eu te amo verdadeiro é lindo. Mas lembrem-se eu te amo não é a mesma coisa que bom dia, ou obrigada.

Essa foi a minha leitura do texto, vocês podem ter outras! Depende do que estão passando e do que já passaram. Deixem nos comentários as suas leituras sobre essa frase!

gabi




Um comentário:

  1. Bom, pulei direto para os comentários, ficando ainda mais curiosa com esse livro!
    Preciso comprá-lo logo!

    ResponderExcluir