25 de maio de 2011

E os vagalumes... #7

E os vagalumes é um post semanal que será feito todas as quartas feiras com textos retirados dos meus livros favoritos ou textos que eu escrevi.

Eu já postei esse trecho na resenha de Sussuro, mas achei ele bem legal e queria comentar um pouquinho.



Quando eu era pequena, Lionel, afilhado de Dorothea, quebrou um dos copos da cozinha. Varreu todos os cacos de vidro, mas deixou um e me desafiou a lambê-lo. Imaginei que me apaixonar por Patch seria um pouco como lamber o caco de vidro. Sabia que era uma estupidez. Sabia que terminaria me cortando. Depois de tantos anos, uma coisa ainda não havia mudado: eu me sentia atraída pelo perigo. - Sussuro, Becca Fitzpatrick
Comentário


Eu achei que esse trecho resume o ponto "romance" do livro. Contudo, essa não é uma resenha então não vou comentar o que tem a ver com a história e sim com as nossas vidas. Quantas vezes já nos apaixonamos sabendo que aquilo acabaria em lágrimas? E mesmo assim fomos com tudo e acreditamos que talvez, daria tudo certo. Nora gosta do Patch, ela sabe que a melhor ideia não é se envolver com ele, mas mesmo assim... Como ela mesma diz, ela se sentia atraída pelo perigo. E nos nossos casos, o perigo pode ser se apaixonar pelo cara errado ( momento para sparks fly da taylor swift) e mesmo assim damos uma chance. Nos apaixonamos por aquela pessoa que não é a mais "certa" e acabamos nos dando mal do final. Usando uma metáfora, sabemos que é arriscado pular do penhasco (Bella em Lua Nova...) e mesmo assim vamos lá e pulamos, e o penhasco na minha metáfora é as paixões.

                                                                
Bom, a minha leitura do texto é essa! Se tiverem outras, ou concordarem com a minha ou simplesmente tiveram algo a dizer, seus comentários são sempre bem vindos!

Gabi

2 comentários:

  1. Oie Gabi, tudo bem?
    Então, como disse antes sou apaixonada por esse livro e Patch e Nora são perfeitos.
    Mas falando da sua postagem... acredito que sempre nos apaixonamos pelo ideal de "perigo" ou "aventura" que a pessoa traz. É muito complicado isso, pq sabemos que vamos sofrer, mas mesmo assim tentamos.

    Beijoos,
    Mah | Livro e Coração

    ResponderExcluir
  2. Preciso comentar que adorei sua interpretação do trecho? Exatamente a mesma que a minha. É aí que eu começo a ficar louca, pensando em qual é a do ser humano sentir-se atraído pelo perigo. Sabemos que vamos nos dar mal, mas mesmo assim, seguimos em frente! Tudo isso porque, na verdade, sempre, sempre há um fio invisível de esperança que nos acompanha sempre que o assunto amor vem a tona. E por mais que tudo ao redor seja maior e mais concreto, é neste fio invisível de esperança que colocamos todas as nossas forças. Gente, o amor é coisa de louco!

    ResponderExcluir