16 de junho de 2011

E os vagalumes... #8



Olá, legal é quando eu planejo fazer o post com calma a tarde e tudo mais e eu marco um compromisso e vou ter de escrever com pressa agora. Bom, eu estava relendo um caderninho meu ontem, e tive vários possíveis textos para escrever aqui. E vou dar mais uma chance para os meus textos antes de postar um poema lindo que achei no meu livro de literatura.

O motivo que me levou a postar uma coisa minha hoje, foi a minha aula de filosofia. Ouvimos aquela música do Lulu Santos Como uma Onda. E eu sempre gostei dessa música quando pequena, mas só hoje que me toquei do verdadeiro significado dela, antes eu podia jurar que era sobre uma sereia (eu era bem pequena).

Esse texto é velho, é de outubro do ano passado (ok, não tão velho) e talvez não é o melhor que eu tenho, mas ele fala sobre algo que me tocou hoje enquanto ouvia a música, então, aqui está ele:

Sem título

Nada é para sempre, absolutamente nada. Amigos, namorados, companheiros, felicidade, tristeza. Nada é para sempre. Pense bem, se nada é para sempre por que se prender a certas coisas ou pessoas. Você tem que ser capaz de viver sem elas, porque uma hora, elas não estarão mais junto a ti. Não viva para os outros, viva para você mesmo. Não faça decisões com base no que os outros irão pensar. Sim, é difícil não deixar seu emocional afetar sua vida, impossível às vezes, mas lembre-se que é bom chorar um pouco, deixar toda a energia ruim para fora de você, fora da sua mente. Contudo, não se esqueça de seguir em frente, deixar o passado para trás e seguir em frente. Sempre há um motivo, uma razão para algo ter acontecido. Entretanto, só iremos descobrir com o passar do tempo quando analisarmos nossa vida e perceberemos que tudo se encaixa como um quebra-cabeça. Todas as lágrimas e sorrisos tiveram alguma utilidade. Por isso, viva sua vida, e não sofra muito devido a pessoas. São apenas atores secundários contracenando com a atriz principal.

E uns trechos da música:

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará




Espero que tenham gostado! Comentários sobre como vocês veem todas as situações serão muito bem vindos.

Gabi

3 comentários:

  1. mas no livro dezessesi luas é uma conexão que tem entre eles ele só poder ouvir os pensamentos dela se ela deixar

    ResponderExcluir
  2. Na verdade, descobri uma coisa louca esses dias. Toda a minha vida eu pensei nisso, não olhe para trás, siga em frente, sempre em frente... Mas sem o passado, não podemos construir nada sólido. Se todos os dias começarmos do 0 esquecendo o passado, vamos cometer os mesmos erros e vamos sempre... Começar de novo sabe? Não sei. Estou cheia de dúvidas sobre isso. Acho que temos o direito de acordar todas as manhãs pensando algo diferente, mas sempre temos que dar uma olhada para o passado, para fazermos melhor desta vez, e claro, sempre seguir em frente, em frente... :)

    ResponderExcluir
  3. Concordo muito contigo Ni! Acho que sempre precisamos levar em conta o que aprendemos com nossos erros do passado. Mas ruim mesmo é quando a gente fica se torturando revivendo certos momentos e desejando que esses acontecessem novamente.

    Gabi

    ResponderExcluir