4 de agosto de 2011

E os vagalumes... #15

Coluna semanal onde eu posto textos meus ou de livros + comentários.

Olá! Essa semana eu não tenho textos novos... Desde a minha volta está sendo uma correria e eu não tive tempo para sentar e deixar minha mente fluir em palavras.

Aproveitei que estou passando todas minhas anotações de post-its dos livros que li nas férias para o meu computador, e escolhi uma frase de Anna e o Beijo Francês. Para ler a resenha, cliquem aqui. Normalmente eu escolho um texto maior, mas tamanho não é documento.

Eu não sei. Ás vezes penso que existem tão poucas oportunidades... De ficar com alguém. E nós estragamos tudo tantos vezes – minha voz é baixa – que perdemos
nossa chance. (p. 265)
Meu comentário sobre isso pode levar duzentas páginas. Contudo, vou resumir para vocês. Eu sei um pouco de oportunidades - pouco = muito. Eu sou tímida - novidade gente... novidade... - e ficava dificil chegar lá e falar o que eu queria, ou até mesmo chamar alguém no msn. E uma frase muito repetida por mim foi:
Não vou deixar a próxima oportunidade passar.
E eu sempre deixava passar. É aquela cena de filme, a pessoa está ali do teu lado, metros de distância e mesmo assim tu não consegue fazer teus pés se moverem até ela. E assim vai, perdendo uma oportunidade atrás da outra. E quando eu li essa frase, me lembrei desses meus momentos... Não temos milhões de oportunidades. Temos algumas. E eu consegui estragar a maioria delas, deu no que deu... Assim como diz na frase, perdi minha chance.
O meu conselho - eu sou daquelas que dá conselhos ótimos e não segue nenhum - é realmente não perder nenhuma oportunidade. Seja por timidez ou qualquer outra desculpa. Esqueça isso! Vai lá e faça o que é preciso, diga o necessário. Meu pai me disse uma vez que só nos arrependemos de verdade daquilo que não fazemos. Porque se perdemos as oportunidades, ficaremos sempre pensando no E SE? E se eu tivesse feito isso? E se eu tivesse feito aquilo? Well, sorry... Too late.
As oportunidades estão por ai, então se elas aparecerem na sua vida. Não pense duas vezes e aproveite. Porque talvez elas não voltem a acontecer.

O que vocês pensam sobre as oportunidades? Como lidam com elas?

Gabi

3 comentários:

  1. Acho que devemos sim pensar duas vezes, mas a primeira vez que seja nos contras, e a segunda vez nos prós. Quando se trata de oportunidade no campo afetivo, como imagino que seja o caso, o negócio é pensar com clareza - aquele pensamento que dura 1 segundo mas diz mais do que uma hora de reflexão fiada, sabe? "Quem não arrisca não petisca", é o que deveríamos repetir toda vez que uma situação dessas surgir. Não sei o que falar direito sobre oportunidades, mas certeza, é mil vezes pior nos arrependermos de algo que não fizemos do que algo que fizemos.

    ResponderExcluir
  2. Achei teu comentário muito lindo! As vezes aquela coisa que nos dá na hora, aquela coragem repentina não aconteceria se ficassemos pensando sobre isso mil anos!

    ResponderExcluir
  3. Gabi, você parece um caso crônico de "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço", hehehehehe! Pior que eu também sou assim, nunca sigo meus próprios conselhos :o
    Sobre oportunidades, eu sei bem como é isso. Eu namoro faz três anos e amo muito meu namorado. A gente poderia estar junto há muito mais tempo se eu não tivesse disperdiçado uma oportunidade quando ela surgiu. Ele era colega da minha melhor amiga e me convidou através dela para ir numa festa, eu não fui e logo depois ele começou a namorar com outra menina. Eu tive que desencanar e seguir minha vida, mas me arrependia muito! Ainda bem que o destino nos deu outra chance, ele terminou com a horrorosa (hehe) e logo depois começamos a namorar. Ai que lindo que parece escrito assim *-*
    Só que, infelizmente nem sempre é assim né, as vezes a gente só da valor quando a chance já passou e fica remoendo o que poderia ter sido. O jeito é seguir as nossas vidas fazendo ao máximo para aproveitar chance que surgir no caminho e considerarmos que vale a pena ;)

    ResponderExcluir