14 de agosto de 2011

Estive pensando...

Oi,
Não sei se essa virará uma coluna aqui do blog, mas caso isso aconteça e eu comece a postar com essa tag com frequência, é porque eu ando pensando demais. ´
Eu pensei em escrever esse post durante a minha viagem nas férias de inverno para Itália/Alemanha. Mas quando eu voltei foi – está sendo – uma loucura de provas e trabalhos e derivados e eu só fui me lembrar de escrever novamente agora. Sem querer fazer mais suspense desnecessário, o post de hoje será mais uma reflexão – prometo que não será muito comprida – sobre uma semelhança que eu percebi quando volto de uma viagem e quando eu termino um livro.
Ok, nada a ver isso certo? Talvez sim, talvez não. Quando eu termino de ler um livro que eu gosto muito, ou que me fez pensar, eu me sinto realizada e muito feliz. Muito feliz mesmo, eu posso estar triste por qualquer bobagem na minha vida, mas se eu leio um livro ótimo, isso me deixará automaticamente feliz. E é assim com as viagens, quando eu volto, me sinto feliz, e durante eu também me sinto feliz. É como se algo se realizasse.
Esses ambos finais, também me fazem pensar. E todo mundo aqui sabe que eu adoro pensar. Quando eu leio um livro, eu sempre acho uma similaridade com a minha vida. Mesmo que seja totalmente sobrenatural, sempre tem uma pitadinha de verdade. E quando eu viajo, eu também penso. Eu penso o que realmente certas coisas significam, eu reavalio minhas prioridades.
O que são, realmente, as prioridades na vida? Sério mesmo gente, quais são? Nós nos preocupamos tanto com coisas fúteis, quando a maravilha da vida está nos pequenos atos, nas pequenas coisas. Naquelas coisas que nós, justamente, não damos importância.
E também, quando eu termino um livro muito bom, tenho minha fase de tristeza, justamente porque terminou. Usemos por exemplo nesse caso, Sussurro da Becca Fitzpatrick. Eu juro que fiquei uns três dias de luto porque o livro terminou. E eu fico assim quando uma viagem termina, quando eu volto para a minha incrível realidade. Eu fico triste porque tudo aquilo acabou, mas também feliz porque aconteceu.
Não sei se estão conseguindo captar alguma essência do meu pensamento, ou se eu estou falando para o nada aqui... Bom, de qualquer jeito, essa semelhança foi muito tocante para mim. Porque ambos os modos, lendo ou viajando. Eu de uma forma ou outra eu viajo. A diferença é que quando eu leio eu não preciso passar 12 horas dentro de um avião e em filas de aeroportos.
Como prometido, eu não me estendi muito e vou ficando por aqui. Eu disse um tempo atrás que tinha um post sobre as livrarias italianas e muitos disseram que queriam ler nos comentários, eu não me esqueci de postar ok? Mas eu escrevi no computador da minha mãe e eu sempre me esqueço de pegar lá, prometo que ainda semana que vem eu coloco aqui.
E vocês? O que sentem quando terminam de ler um livro muito bom?
Gabi

3 comentários:

  1. Oi Gabi, adorei nome do post e o eu texto!
    Sou como vc, e estou em um momento da minha onde estou revendo muita coisa, e tentando chegar onde eu realmente quero. *desabafo*
    Sobre quando termino os livros, se eu realmente gostei dele, fico de luto como vc. Sério, penso naquilo por dias, e fico doido pra encontrar alguém pra conversar sobre, parece que assim o livro n acabou entende?! Mas quando os livros n me agradam mt, eu fico é feliz que consegui chegar até o final hehe
    bjs,
    tudo por um livro.

    ResponderExcluir
  2. Claro que tem tudo a ver! Seja qual for a forma de viajar - lendo um livro ou, de fato, entrando em um avião - nos afastamos da nossa realidade cotidiana, e vendo a situação com certa distancia, conseguimos organizar melhor as prioridades, os pensamentos, as atitudes.... É exatamente a mesma coisa, e este é um dos motivos pelo qual ler faz bem. Nos da novos pontos de vista. Curti gabi! Yay!

    ResponderExcluir
  3. Nicholas: Entendo, e o pior é quando não tem ninguém para conversar... dai resta ficar falando sozinha e pensando sobre o livro.

    Ni: Que bom que curtiu! Quanto mais distância mais a gente consegue ver com outros olhos.

    Gabi

    ResponderExcluir