1 de setembro de 2011

E os vagalumes...

Coluna semanal do blog. Onde eu posto textos meus, ou textos/frases que eu gosto bastante com algum comentário.

O post de hoje terá uma frase e um comentário, e eu espero que vocês gostem.


Aprendi que se não podemos arrancar uma página da vida, podemos jogar o livro inteiro no fogo. – Gossip Girl
Acho que essa frase pode ter diversos significados para diversas pessoas. E para mim, hoje, seguindo todos os recentes acontecimentos, ela fala sobre segundas chances. E sendo muito honesta com vocês, vamos ao que eu penso sobre isso.
Sempre dei segundas chances. Acho que todos tem o direito de errar, e ao dar uma segunda chance a alguém, esta lhe dando a chance para deixar outra impressão. Então, acho que segundas chances são sim, válidas.
Mas tem casos onde você dá uma segunda, terceira, quarta, quinta e sei lá eu, mais quantas chances eu dei. Que mesmo com o coração despedaçado em míseros fragmentos, eu continuava achando que aquela mesma pessoa, que os quebrou, podia colá-los novamente. E eu permanecia pensando assim, decepção atrás de decepção. O pior, é que creio eu, o dito cujo não sabia que eu estava dando as segundas/terceiras/quartas chances, porque pelo meu ver, ele não tinha conhecimento do quanto me fazia sofrer.
E como sempre, como diz a frase, eu arrancava as páginas onde ele tinha me magoado, onde eu tinha chorado, e onde eu dizia que nunca mais daria outra chance. Onde eu diria que era o fim. Onde eu diria que a partir daquele momento, não queria mais nada.
E chega uma hora, onde a pessoa percebe que não adianta mais arrancar apenas as páginas, é hora de fazer uma mudança drástica. È hora de pegar o livro todo, aquele que mesmo com os momentos felizes, não me faz mais bem. É hora de pegar todo o livro, e atirar no fogo. E mesmo que eu chore enquanto veja as chamas o queimarem, sinto que me sentirei melhor depois. E mesmo não sabendo quando o depois vai ser, eu espero que esse dia chegue. Esse dia que eu pare de chorar por isso. Tem horas na vida, onde mudanças radicais caem bem. Especialmente, no dia de hoje.
É isso gente, semana que vem provavelmente lerão um texto meu sobre isso, já que eu estou com uma janela do word aberta nesse momento, então já sabem né...
Gostaram? O que acham de segundas chances e de jogar livros todos no fogo?
Gabi

4 comentários:

  1. Eu tenho certeza que quando você jogar esse seu livro no fogo, você vai se sentir muito melhor. Foi o que eu fiz. Joguei o livro no fogo. Porém, por mais que isso aconteça, as lembranças ainda vão te atormentar por muito, muito tempo. Mas quer saber? Uma hora passa. No momento penso mais no meu blog no que naquele livro que já foi queimado, se é que me entende! HAHAHAHA! Isso aí gabi! Se o cara não percebeu que você deu mil e uma chances para ele, não é um livro bom ao ponto de ser relido e reavaliado.

    ResponderExcluir
  2. Espero que passe mesmo :) Mas como é um acontecimento recente, ainda dói e dói muito.

    Gabi

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi! A melhor coisa que você fez foi jogar esse livro no fogo mesmo! Essa frase é ótima, eu adorei :)
    A dor ensina a gente a gemer, e não tem nada que o tempo não cure. Hehe, ditados a parte, tudo passa e isso também vai passar ;)

    Beijos
    Adriana - Mundo da Leitura

    ResponderExcluir
  4. Adriana: Também estou achando :) E espero que passe logo...

    Gabi

    ResponderExcluir