4 de julho de 2012

Resenha: O Apanhador no Campo de Centeio - J.D. Salinger


O Apanhador no Campo de Centeio - J.D. Salinger - Editora do Autor
Meu pai me recomendou esse livro e infelizmente eu demorei a pegar para ler. O que levou a essa demora foi o fato que eu não sabia ao certo do que esperar do livro, ele não tem sinopse na contracapa ou nas abas, então eu não tinha certeza se realmente queria ler ou não.
Agora depois de ter terminado, eu estou surpresa que gostei tanto dele. Vou contar resumidamente sobre o que o livro fala, mas é legal começar a ler sem ter muitas informações. O apanhador no campo de centeio fala sobre um fim de semana na vida de Holden Caulfield. Ele acabou de ser expulso da sua escola por ter reprovado em todas as matérias - menos inglês – e está voltando para sua casa em Nova Iorque.
Holden passa o livro inteiro procurando alguém com quem ele pudesse conversar. Mas mesmo tentando com várias pessoas, ele simplesmente não consegue. Ele, mesmo rodeado por várias pessoas na escola, se sente sozinho. Tão sozinho que acaba indo embora antes.
E então ele vai pensando na vida, nas pessoas que fazem parte da vida dele e o que ele quer. Holden tem medos, dúvidas e questionamentos como qualquer adolescente. E isso é o que mais me impressionou nesse livro, que mesmo sendo bem diferente do Holden, temos alguns pensamentos parecidos.
Holden está perdido. E todos nós, uma hora ou outra, nos sentimos perdidos também. O livro fala sobre sentimentos presentes na vida dos jovens, e acho que foi por isso que eu gostei tanto. O livro trata sobre esse período da vida de uma pessoa.
J.D. Salinger tem uma narrativa rápida e verdadeira. Eu gostei muito do que li. Parece que o livro não fala nada pela história simples que apresenta, não têm muitos acontecimentos principais. As histórias normalmente tem um conflito no meio que se resolve no final, algo que faz tudo ficar interessante. Nesse livro, não existe esse conflito,não tem nada de emocionante. O conflito está dentro do personagem. E isso foi transcrito de uma forma maravilhosa pelo autor. 

14 comentários:

  1. Um livro sem um "conflito principal"? Interessante. Talvez já tenha ouvido o nome em algum lugar, mas nunca li e acho que também nunca li resenhas. Observei que você colocou 4 estrelas. Se algum dia eu tiver oportunidade pra ler, quem sabe. Você sabe me dizer se ele está disponível em bibliotecas?

    ResponderExcluir
  2. Eu quero muito ler este livro, pois parece-me muito bom. Gostei da tua resenha ;)

    beijo grande :*

    ResponderExcluir
  3. Esse livro está na minha lista tem tempo, mas nunca o compro e acabo deixando para lá, mas é um clássico muito antigo e conhecido...

    Adorei a resenha, e ainda não conhecia muito a história, então achei legal conhecer mais.

    Abraços
    Gabi
    sonhosaventuras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Já tem um BOM tempo que sou afim de ler esse livro! *o* Aiaiaiai...essas listas NUNCA param! E não estou com o livro aqui pra conferir, mas acho que esse é um dos livros que o professor de inglês de Charlie passa pra ele ler em 'As Vantagens de Ser Invisível', rs. Tenho QUASE certeza, depois vvou conferir! ;)

    Gostei da sua resenha! ^___^
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Nem preciso comentar que quero ler sim! Essa coisa de conflito interno passou a chamar a minha atenção depois que li "Cidade Mágica", então realmente me interessei. Quatro estrelas, vale a pena!
    Beijos, Ni

    ResponderExcluir
  6. Este é um dos livros mais vendidos de todos os tempos, com 60 milhões de cópias; e considerado um dos maiores clássicos da linguagem informal. Por causa deste último motivo, jamais consegui lê-lo, porque não curto esse estilo... Ficou ótimo o leiaute novo, parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Me parece o tipo de livro que eu gosto. A maioria dos comentários que ouço a respeito são positivos, vou procurá-lo na minha próxima ida a livraria.
    Beijo, Nic
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua resenha e do livro mencionado!
    Eu ainda não tinha ouvido falar dele mas eu gostei do que ele fala porque é sempre o que acontece em alguma parte da vida da gente (se sentir sozinha mesmo estando no meio de tantas pessoas).

    bjs!

    ResponderExcluir
  9. Muita gente já me descreveu este livro como "O" livro. E realmente deve ser, já que o autor é reconhecido e citado até hoje quando se fala em juventude. Dizem que este é um livro atemporal, fato em que também acredito, mesmo sem tê-lo lido (ainda).

    bj
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Quando analisamos o título do livro, logo imaginamos um livro cansativo e chato. O Apanhador no campo de centeio. Imaginamos um livro cheio de reflexões e pensamentos de um velho (o que me remete O Velho e o Mar).
    Não que o livro não faça refletir, faz. E por isso quero lê-lo. Eu tenho o ebook do livro, mas como não gosto muito de ler no computador..
    Se eu não conseguir comprar o livro logo, vou ser obrigado a ler em ebook. Li uns 2 capítulos e a escrita é realmente rápida e envolvente.
    Beijão, Gabi!

    ResponderExcluir
  11. Tenho uma amiga apaixonada por J. D. Salinger... é um autor que eu sei que preciso ler, pelo menos uma vez na vida!

    ResponderExcluir
  12. Oi Gabi

    Acho que você disse tudo :) eu adorei esse livro, e Franny e Zooey também, tem algo de especial na maneira que esse autor escreve.

    ResponderExcluir
  13. realmente é um livro muito bom, mas a forma que se tornou um sucesso é um tanto peculiar,pois era o livro que o assassino de John Lennon tinha nas mãos quando o matou..

    ResponderExcluir
  14. Tô lendo e realmente vale a pena.Apesar de ter sido escrito há tantos anos atrás os dramas que Houlden passa são muito contemporaneos e por isso me identifiquei bastante com o livro.Nota mil.

    ResponderExcluir