18 de setembro de 2012

Resenha: A última carta de amor - Jojo Moyes


Cartas... Um costume lindo que acabou se perdendo no tempo. É claro que e-mails, mensagens de texto, facebook e twitter são mais rápidos e práticos, mas nada substitui a sensação de receber uma carta. De ler algo com a caligrafia da pessoa, é algo insubstituível.
Ellie está procurando material para escrever uma reportagem quando acaba encontrando uma carta antiga. Uma carta que desperta uma curiosidade de jornalista nela, ela quer saber o que aconteceu com as duas pessoas envolvidas. Destinatário e remetente.
A última carta de amor narra duas histórias em períodos diferentes. Temos a história de Jennifer, nos anos 60. Ela acorda em um hospital depois de sofrer um acidente de carro e sua memória está comprometida, ela encontra escondida uma carta de amor assinada por um tal de B. Alguém que ela não se lembra de ter conhecido e de ter tido um relacionamento. E temos a história de Ellie, nos dias de hoje.
Eu adorei a maneira como a autora contextualizou os anos 60. Com os costumes da época e a maneira como os relacionamentos aconteciam. Na época, as mulheres não tinham independência como tem hoje, o trabalho delas era cuidar da casa.
A autora vai para o passado de Jennifer, presente de Jennifer e presente de Ellie de uma maneira que dá ritmo ao livro. Eu gostei das duas histórias e gostei da maneira como elas se juntaram no final.
Vemos Ellie percebendo como as cartas de amor significavam mais que uma mensagem de texto, como as cartas de amor expunham os sentimentos do autor e como ela sentia falta disso na sua vida. Analisando os personagens, todos foram bem caracterizados, todos ajudaram a compor o livro e torna-lo completo.
A narrativa da autora tem ritmo, mas é um ritmo mais devagar. Não é algo que me impediu de gostar do livro e sim foi algo que fez com que eu gostasse muito mais. Foi um livro que me agradou bastante, é um romance bem escrito e que mescla duas épocas diferentes muito bem.

6 comentários:

  1. Uma palavra pra esse livro: lindo!
    Realmente Jojo tem uma narrativa bem lenta, mas acho que isso deu espaço para todos os sentimentos que essa leitura provocou em mim. Ia do amor ao ódio em questão de linhas! haha Lindo, lindo demais!

    Beijos, Gabi!

    ResponderExcluir
  2. Gostei da ideia de alternar entre uma história e outra. Sem contar que o livro parece bonitinho *O*

    ResponderExcluir
  3. Hey, já tinha me interessado pelo livro por ter cartas, amo cartas <3 E amei o enredo tratar de duas estórias em duas épocas diferentes *O*

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  4. Oii :)
    Esse livro tá na minha lista de desejados tem um bom tempo já, rs, infelizmente não o suficiente para que o compre, mas tenho certeza que um dia terei o prazer de ler e de me encantar com as cartas tb.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Adoro romances que mesclam duas épocas, gosto de ver como será trabalhado o livro em cada momento. Esse é um livro que eu ainda quero ler, mas não é prioridade. Já li algumas críticas não tão positivas, mas tento me deixar levar pelas positivas.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da resenha do livro. é a primeira vez que nois entramos no seu blog e gostamos muito . big bjs da brunynha e da renatinha.

    ResponderExcluir