17 de fevereiro de 2013

Resenha: To Kill a Mockingbird - Harper Lee


To Kill a Mockingbird, é um daqueles livros que faz muito sucesso, que todos falam bastante e que depois de ler, você percebe que não é por nada. O livro conta a história de um julgamento, onde um negro é acusado de estuprar uma menina branca. Pela visão de Scout, uma menina de seis anos.
A história é ambientada no estado do Alabama nos Estados Unidos durante a Grande Depressão. O sul dos Estados Unidos que na época era extremamente racista. Então quando o caso do estupro aparece, não existem dúvidas que o acusado é realmente culpado.
O pai da Scout, Atticus Finch, vai defendê-lo no tribunal. Ele é tremendamente mal visto por fazer isso, mas ele sabe que é a coisa certa a ser feita. A primeira parte do livro, no entanto, foca em Scout, no seu irmão Jem e no amigo Dill que sempre visita nas férias de verão. Mostra o amadurecimento deles e como eles vão crescendo e vendo como o mundo realmente é.
Essa parte foi bem lenta para mim, mas é importante. Contudo, quando o caso do tribunal entra em cena, o livro ganha outra visão. Como ele é narrado pela Scout, e ela tem seis anos, muitas coisas ela não entende. E nessa parte foi onde eu fiquei com o coração apertado, principalmente depois do julgamento, é bem pesado.
To Kill a Mockingbird é um livro para ser lido com calma. Tem muita história nas entrelinhas, muita história que não é diretamente contada ao leitor devido ao formato de narrativa, mas está lá. Todos os pedacinhos, esperando para ser juntados.
É um livro incrível, com uma história honesta e maravilhosa. Que merece toda a fama que tem e muito mais. Fala sobre como os seres humanos podem ter a mente pequena, como as pessoas custam a mudar e como é preciso lutar por aquilo que é certo.
Atticus fala, em uma parte do livro, que ele queria que seus filhos vissem o que é realmente coragem. Que não é ser um homem com uma arma em mãos, e sim saber que perdeu antes de começar, e começar mesmo assim.
Esse é um dos livros que eu colocaria na lista de livros que precisam ser lidos. Leiam. Vale muito a pena.

5 comentários:

  1. Oi Gabi, tudo bem? Muito legal o livro, vou ver se acho aqui no Brasil. Se tiver tempo olha o meu blog: www.hobbieandcoffee.blogspot.com.br
    Sua opinião ia ser muito importante pra mim.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi

    Eu vi o filme velhão sobre esse livro, e outros que são parecidos. Eu gosto desse tipo de história, as vezes elas nos mudam de alguma forma, parece uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro parece ser ótimo, só pela sinopse. Só temo que seja muito pesado e bem, meu pai não aprove a leitura :/
    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gabi
    Vi há algum tempo um vídeo da Tati Feltrin falando sobre esse livro e desde então sempre estou de olho nele, uma pena que nunca encontro uma promoção dele :/ Gosto muito do enredo da história, parece tratar de amadurecimento, preconceito e tantos outros valores de uma forma que não fique moralista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gabi!
    Adorei a resenha. Bom, não conhecia o livro, mas me interessei bastante. Gostei dessa questão da narrativa ser feita pela pequena Scout. Acho que deve ser um pouco diferente conhecer uma história pela cabeça de uma criança.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir