29 de junho de 2013

Resenha: O Diário de Helga - Helga Weiss

 Livros sobre momentos marcantes na história fazem com que eu me lembre de que a história que lemos em livros didáticos é o que aconteceu de forma generalizada. Temos um número de mortos durante a Segunda Guerra Mundial nos Campos de Concentração, mas fica difícil perceber que cada número é uma pessoa. Com uma história.
“Cada número, porém, contém um destino humano, uma história. Meu diário é apenas uma delas” – Helga Weiss, p. 25
Eu adoro história, e gosto ainda mais, quando eu posso ler sobre os acontecimentos sob a perspectiva de alguém que presenciou momentos tão marcantes.
Apesar de já ter estudado a Segunda Guerra Mundial, enquanto eu lia esse livro, eu senti surpresa ao ver os acontecimentos relatados por Helga. Eu li O Diário de Anne Frank no inicio do ano e o livro termina no momento onde eles são levados para o campo de concentração, ou seja, não há relatos no livro do que era a vida lá. Com o Diário de Helga, é diferente.
As entradas do diário não tem uma data exata, e muito foi escrito depois de Helga ter saído do campo de concentração, no final da guerra. E ainda assim, é um livro extremamente real. É narrado no presente e dói ler sobre as condições em que Helga e milhares de pessoas viviam, sobre a fome que passavam, o frio, as doenças, o trabalho forçado e as incertezas sobre o futuro.
É um livro pesado, forte, que me fez chorar e é um livro que eu recomendo muito. A edição da Intrínseca está maravilhosa, com um glossário com palavras em tcheco e alemão, uma parte no final do livro com notas explicando melhor alguns trechos do livro e com uma entrevista com a Helga Weiss. A autora trabalha hoje como artista plástica e tinha o costume de desenhar desde pequena, o livro trás diversos desenhos dela ilustrando sua vida nos campos de concentração.

4 comentários:

  1. Tenho muita vontade de ler O diário de Anne Frank e até hoje não tinha ouvido falar sobre O diário de Helga, mas agora já estou morrendo de vontade de ter na minha estante! Adorei essa resenha, assim como todas as outras que vc escreveu. Xoxo

    ResponderExcluir
  2. Quando ouvi falar de Helga, percebi que era a minha chance de me redimir com Anne. Também sou apaixonada por história e sempre tive muita curiosidade pela 2ª guerra, por isso acho que me decepcionei um pouco com Anne. Eu queria saber o que estava acontecendo lá fora, nos campos, e não só no anexo. Quando ouvi falar da história de Helga, fiquei morrendo de vontade de ler, ainda estou... Acho que meu cartão de crédito vai sofrer um pouquinho depois da sua resenha.

    Adorei a resenha. Beijos!
    http://ancoreblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de livros históricos, ainda mais sob a perspectiva de alguém específico. Não conhecia O diário de Helga como um livro que relata sobre a Segunda Guerra Mundial, entrou pra minha lista de desejados, assim como O diário de Anne Frank ><

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir