8 de junho de 2013

Resenha: A Seleção - Kiera Cass


Adoro livros que fazem com que eu fique até tarde lendo e que eu preciso me obrigar a parar para ir dormir. A Seleção foi assim, desde o momento que eu comecei a ler, eu não conseguia soltar.
A sociedade no mundo da Kiera Cass é dividida em castas. America Singer faz parte da casta de número cinco, ou seja, ela não vive em boas condições e sua família tem dificuldades para conseguir alimentos. Aspen, o namorado secreto da America está na casta de número seis. Por isso, eles namoram em escondido.
America está na faixa etária certa para participar da Seleção. Todas as meninas de 16 a 20 anos podem se inscrever, e as 35 selecionadas irão participar de um reality show, onde o príncipe Maxon, irá escolher sua futura esposa. Participar do concurso, significa que sua família irá receber uma quantia por semana e já que eles realmente precisam e é uma chance única, America é convencida por sua mãe e até mesmo por Aspen a participar.
Ver seu nome entre as escolhidas é uma grande surpresa. E America sabe que deve ser a única menina a não estar animada em participar da Seleção. Já que seu coração pertence à outra pessoa.
Eu li A Seleção depois de já ter visto muitas pessoas falando super bem sobre a história. Então sim, esperava que fosse ser bom. O livro não me decepcionou, eu adoro essas histórias envolvendo príncipes, princesas e tudo mais, e fazia muito tempo que eu não lia nada envolvendo esses elementos.
A história é bem simples, com um triângulo amoroso que felizmente não me irritou e com personagens que me conquistaram. A narrativa em primeira pessoa é perfeita para o leitor entender a mente da America. Eu vi muitas características minhas na personagem, e eu gostei muito disso. A competição entre as 35 meninas é intrigante de ler, tem muita concorrência e conflitos psicológicos.
A maioria das meninas só pensam em agradar o príncipe, querendo ser as mais bem vestidas, as mais bonitas e as que fazem tudo para ser alguém que ele quer. É uma competição fútil, com características reais. Espero que a autora desenvolva um pouco mais o mundo que ela criou, explicando melhor os rebeldes e alguns outros pontos que ficaram em aberto.
Eu comprovei a minha teoria e adorei o livro. Recomendo bastante, a narrativa da autora é completamente viciante e os personagens são adoráveis.

5 comentários:

  1. Oie!
    Aii, este livro virou um dos meus queridinhos!
    Não vejo a hora de ler o ultimo da triologia!

    Beijos*

    ResponderExcluir
  2. BOA SUA RESENHA!!
    Acho que não gostaria de ler esse ...

    ResponderExcluir
  3. Ficou bem legal a resenha..mas não gostei mt desse livro...

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Mais uma distopia na minha lista de leituras que tenho que fazer ainda em 2013! Acho que ainda não vi nenhuma crítica negativa em relação à Seleção (Talvez só sobre a distopia não ser muito aprofundada no primeiro livro, mas não parece ser tão incômodo, já que você nem comentou).

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oii adoro esse livro, sabia que tu ia gostar também :D

    ResponderExcluir