28 de setembro de 2013

Estive pensando: Séries e Trilogias

É cada vez mais comum a presença de séries de livros no mundo literário. Eu já venho pensando nisso faz um tempo e resolvi compartilhar com vocês. O pensamento começou quando eu resolvi pensar nos meus livros favoritos e percebi que poucos são partes de séries. Acredito que como tudo na vida, existe uma vertente positiva e outra negativa para pensar.
Para mim, uma série funciona quando o autor sabe trabalhar a ideia de escrever uma série, que acaba sendo bem diferente de escrever apenas um livro.
O que é necessário para que uma série funcione?

Planejamento.
O autor precisa planejar e dividir a história em 3, 4, 5 livros para que cada livro tenha seu próprio conflito dentro do enredo principal. Cada livro precisa ter um início, um desenvolvimento e um final.
Precisa existir material suficiente para vários livros. Caso o contrário, o que acontece é algo que eu vejo muito: enrolação. Sim, os autores pegam uma história simples e alongam ela em vários livros, onde na verdade, tudo poderia ser escrito em apenas um volume. E caso fosse escrito em apenas um volume, aposto que seria bem melhor. O excesso de história colocado para aumentar a quantidade de livros em uma série, normalmente, é irrelevante para o enredo principal.
Por isso, o planejamento é necessário. Evitando assim a fuga do rumo principal, personagens rasos sem desenvolvimento, enrolação e leitores irritados.
Sim, eu fico irritada quando me sinto enrolada. Quando eu sinto que leio, leio, leio e o autor nunca desenvolve aquela ideia que no início eu achei legal e acabou tornando-se cansativa. Quando uma série siga esse rumo, eu acabo abandonando porque não vale a pena.
É claro, que muitas vezes, séries funcionam. Existem séries onde o mundo criado pelo autor é tão amplo, que é necessário mais de um volume para abordar todos os pontos e para desenvolver os personagens e a narrativa. Quando isso funciona é maravilhoso, porque posso passar mais tempo vivendo no universo e convivendo com os personagens.

É isso! Gostaria de saber o que vocês pensam sobre séries, trilogias e tudo mais. Quando funciona e quando não funciona?
Gabi

14 comentários:

  1. Adoro a série Beijada Por Um Anjo, tem alguns livros que eu achei desnecessário, mas alguns outros eu acho super doce, recomendo! (:
    leituramagnifica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi!
    É, eu acho que não funciona quando a série é enrolada, e quando a história é fraca e não nos faz ter vontade de continuar a ler...
    Gostei muito do post! Bjs
    mentes-magicas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Uma série, precisa realmente ter um enredo bem planejado e o autor precisa se expressar bem, deve ser muito mais dificil do que escrever apenas um livro.
    :*

    ResponderExcluir
  4. Então, você disse a coisa mais importante: pra série funcionar você precisa de um começo, um meio e um fim. A coisa toda tem que desenvolver naturalmente e, na boa, precisa ter estipulado um propósito desde o início. Assim como nas série de tv, em que os produtores adoram me trollar, ferrando com os finais das minhas séries preferidas, finais de temporadas ridículas tipo Gossip Girl, The OC, Gilmore Girls e afins, nos livros a coisa funciona da mesma forma. Quantas vezes a gente fica com aquela sensação de que o autor não sabia o que fazer e colocou qualquer coisa pra terminar a série? Ou quando a editora dá a entender que a ideia é sensacional e eles querem uma continuação e a coisa se torna massante e forçada? Escrever séries de livros é muito delicado e o autor precisa ser muito bom para entrelaçar os fatos; Minha série preferida ainda é HP. Apesar de adora Jogos Vorazes, O Diário da Princesa, A Seleção e Destino, JK foi a única que me fez querer ir até o fim, sem pensar duas vezes, construindo cenários, personagens e enredos de outro mundo.

    ResponderExcluir
  5. OiE!
    É dificil mesmo. As séries que mais gosto são: O diário da princesa, A seleção, Percy Jackson, e TVD. O resto não funcionou muito, na verdade eu meio que desanimei.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito de séries, mas não dessas que ficam enrolando e enrolando. Também fico muito irritada quando os livros são apenas pura enrolação.
    Sinto saudade de livros únicos porque, a gente se afeiçoa a eles, sente vontade de ter uma continuação mas, sabe que é melhor que não tenha.
    Tenho várias séries favoritas e entre elas estão: A Seleção, Percy Jackson, Harry Potter... por aí vai.
    Beijão
    http://thais-monte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto muito de séries e trilogias e é difícil encontrar um livro que eu tenha como favorito fora de um série. Exceções existem e John Green está de prova disso, mas realmente, é preciso saber escrever uma série. Posso receber muitas pedras, mas ainda não consegui ler O Último Olimpiano porque o tio Rick deu uma bobeada legal na história. Quando chegou no quinto livro, eu já não aguentava mais aquele lenga lenga sobre Cronos e isso foi uma puta decepção para mim.

    http://compulsivebookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. É impossível acompanhar séries enrolativas, senti muito isso com The house of night e parei de ler sem nem ficar curiosa com o que ainda tinha pra acontecer de tão cansativa e chata que estava! Nada melhor do que uma série que quando iniciada, já sabe quantos volumes terá!
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  9. Concordo com você, a série ou trilogia só presta se não ficar com aquele lenga lenga e o leitor não se sentir enrolado, odeio me sentir assim quando leio um livro.
    Quanto a THG que você colocou como favorita é outra coisa q concordo, gosto muito da trilogia e a escritora escreve muito bem tbm, outra que eu gosto, e também acho a você gostaria é Percy Jackson, se você ainda não leu, recomendo.

    Beijos & Queijos

    reading-all-the-time.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ah, nem preciso dizer que você já disse tudo, né? E seus exemplos são exatamente iguais aos exemplos que eu daria. Séries enroladas são péssimas, simples assim. Cansei de ler séries. Aliás, cansei de muita coisa, e só estou esperando o vestibular terminar para colocar algumas coisas em prática! <3 Beijão, Gabi linda!

    ResponderExcluir
  11. Você realmente disse muitas verdades no texto. Eu sinceramente acho que hoje em dia a enxurrada de séries vem por um grande motivo: marketing e venda. A corrida por um novo Harry Potter e um novo Crepúsculo serão eternas enquanto as editoras tentarem alcançar sucessos alucinantes como o mundo editorial alcançou com essas duas obras. E o problema é quando a coisa fica comercial demais e acaba se perdendo no fio da meada. Não tenho nada contra excesso de informações em séries (até porque eu não amaria Tolkien se levasse isso como máxima), mas o que me incomoda - na verdade, é isso que MAIS me incomoda - é quando não há tanto conteúdo e, ainda assim, o autor faz questão de alongar as coisas. Foi exatamente isso que me fez desistir de um livro que, pra mim, foi uma das piores ficções fantásticas lançadas nos últimos tempos: "Fallen". Aquele livro... Deus do céu. É uma enrolação. Eu costumo ser bondoso com livros e com autores, costumo sempre tentar avistar em primeiro plano os pontos bons e que são instrutivos, mas com esse livro, honestamente, eu não consegui. E quando o abandonei, fiquei me perguntando: "será que é nisso que a geração editorial de séries jovens vai se transformar? Em livros óbvios e todos parecidos uns com os outros?"
    A originalidade também está em falta, na minha concepção. Mas se eu realmente for enumerar aqui o que anda faltando nas séries de literatura infanto-juvenil de cunho fantástico nos últimos anos, a lista vai ficar bem, bem grande. E acho que é justamente por isso que ando procurando livros independentes, com uma história fechada: eles, nesse quesito (e em muitos outros), são bem mais consistentes e têm enredos muito melhor costurados.
    E só pra finalizar: Deus, você tem as versões originais de Hunger Games?! *-* Não curto muito a série, mas capas de couro me fazem pirar. <333
    Beijos! Adorei o post. É bom refletir sobre essas coisas e, claro, ver opiniões diferentes das nossas. ^^

    O Contofadista:
    http://ocontofadista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu realmente tenho preferências por séries, eu amo principalmente PJ eu acho que e nenhum momento o Rick enrola, cada livro tem seu enredo o que não fica repetitivo, vou confessar que não sou a maior a fã de HP até porque não li todos os livros (ainda pretendo), mas enfim, belo post!
    Beijos

    pomardoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto bastante de acompanhar séries e trilogias e por mais que ultimamente tenho tentando fugir para não ficar presa, elas acabam sempre me perseguindo. Acho que a questão da enrolação nos livros é o que acaba com qualquer série. Tem várias que eu adoro e que os autores conseguem manter o ritmo durante todos os livros e isso é incrível,mas tem outros que me cansam. A série do Tigre, por exemplo, está pura enrolação e agora estou desejando nem ter começado a ler. Jogos Vorazes certamente é um bom exemplo onde os três livros são muito bem escritos e desenvolvidos. Adorei o post!

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  14. Meu formato preferido pra séries são trilogias; são poucas as que têm mais de 3 livros que acabo lendo até o final. A maioria abandono exatamente porque começo a me sentir enrolada. Sei que às vezes os fãs querem sempre mais e mais livros com seus personagens favoritos (muitas vezes me encaixo nessa categoria!) mas acho que uma história muito bem contada em três ou quatro volumes acaba tendo muito mais valor/qualidade que uma enrolada por 5 ou 6. Uma coisa meio acabar enquanto ainda tá bom, antes que termine porque ninguém suporta mais, sabe? Fazem muito isso com seriados, pensando agora. Supernatural é uma série que ficaria perfeita em 5 temporadas, agora tá um saco ._.

    ResponderExcluir