21 de abril de 2014

Resenha: A Idade dos Milagres - Karen Thompson Walker

Em um dia como qualquer outro, as pessoas recebem a notícia de que a velocidade de rotação da Terra está diminuindo. Os dias e noites ficam mais longos, a natureza começa a sofrer as consequências e os seres humanos precisam se adaptar da melhor forma possível.
A personagem central da história é Júlia, uma menina de onze anos que além do problema da rotação da Terra, ela precisa lidar com questões do seu dia-a-dia: os problemas no casamento dos seus pais, o menino que ela tem uma quedinha e sua melhor amiga que começou a ignorá-la. Eu gostei dos personagens e de como a autora apresenta suas reações aos acontecimentos. As reações variam bastante; alguns começam a ter crises de pânico enquanto outros preferem continuar vivendo como se nada anormal estivesse acontecendo.
“A Idade dos Milagres” é um livro com um enredo interessante e personagens que humanizam os acontecimentos. A narrativa da autora é rápida, os capítulos curtos e o leitor se vê envolvido na história, querendo saber o que vai acontecer em seguida.
No geral, eu gostei bastante da leitura. É um livro que alcançou as expectativas que eu tinha e cumpriu o seu propósito. O livro mostra a capacidade de adaptação do ser humano a situações fora do comum, mostra como algumas pessoas preferem simplesmente ignorar a realidade a se preocupar com o que acontece e como outras fazem da dificuldade sua vida.

O desenvolvimento do enredo foi muito bem feito, a autora transcreve muito bem as mudanças que a realidade das pessoas vai sofrendo e como tempo vai influenciando em tudo isso. 
Eu gostaria de ter lido mais sobre alguns personagens e saber um pouco mais as suas visões do que estava acontecendo, a narrativa em primeira pessoa pelos olhos de Júlia impediu que o leitor tivesse uma visão mais ampla dos acontecimentos. Provavelmente eu teria gostado muito mais se a autora tivesse escrito o livro em terceira pessoa, eu senti que muito ficou faltando justamente por se além da narrativa em primeira pessoa.

Recomendo a leitura. O enredo é muito envolvente, você realmente consegue se colocar no lugar dos personagens e imaginar como seria estar na situação deles. 
(e eu preciso comentar da capa maravilhosa que brilha no escuro!)

3 comentários:

  1. Acho bacana livros que são narrados sobre a perspectiva de crianças, elas tem uma visão tão peculiar sobre o mundo, esse livro em si me pareceu ter uma premissa original, mas ao mesmo tempo cliche. Bem, só lendo vou saber. O fato da capa brilhar no escuro só foi um ponto a mais pra querer compra-lo

    Abraços
    http://senta.la/13dvx

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi,
    Adoro essa capa e adorei sua resenha!
    Gosto da premissa e também do fato da história se contada por uma criança, que muitas vezes tem uma forma mais singular de enxergar as coisas.
    Espero poder lê-lo em breve :)
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o blog! Parabéns!
    Estou passando também para divulgar meu blog literário:

    www.livreeespontanealeitura.blogspot.com

    Aguardo sua visita!
    Espero que siga e goste do blog =)
    Beijos!

    ResponderExcluir